Qual é a diferença entre asfixia e hipóxia

A principal diferença entre asfixia e hipóxia é que a asfixia envolve um baixo suprimento de oxigênio para o corpo devido à respiração anormal, enquanto a hipóxia envolve baixos níveis de oxigênio nos tecidos do corpo devido a doenças subjacentes.

A principal função do oxigênio é fornecer energia ao corpo humano. As células do corpo usam oxigênio para transformar os nutrientes do processo digestivo em energia. As células produzem ATP durante este processo. Baixos níveis de oxigênio são responsáveis ​​por inúmeras condições médicas. Asfixia e hipóxia são duas condições médicas devido ao suprimento insuficiente de oxigênio para as células e tecidos.

CONTEÚDO

1. Visão geral e principal diferença
2. o que é asfixia
3. o que é hipóxia
4. Semelhanças – Asfixia e Hipóxia
5. Asfixia vs Hipóxia em Forma Tabular
6. Resumo – Asfixia vs Hipóxia

O que é Asfixia?

A asfixia é definida como uma condição médica em que o corpo humano não recebe oxigênio suficiente para realizar seu funcionamento normal. Essa entrega inadequada de oxigênio acaba levando a um aumento do dióxido de carbono e dificulta as atividades normais do corpo. A asfixia causa hipóxia generalizada. Isso afeta principalmente os tecidos e órgãos.

As causas da asfixia incluem obstruções das vias aéreas devido à asma, laringoespasmo ou simples bloqueio por material estranho, estar em ambientes onde o oxigênio não é facilmente acessível (sob o clima, fumaça excessiva), síndrome do desconforto respiratório agudo, inalação de monóxido de carbono, contato com produtos químicos ( cianeto de hidrogênio), afogamento, exposição a pressão extremamente baixa, overdose de drogas, enforcamento, hipocapnia autoinduzida, asfixia com gás inerte, síndrome de hipoventilação central congênita, doenças respiratórias, apneia do sono, convulsão, estrangulamento, quebra da traqueia e exposição prolongada ao cloro gás. Os sintomas de asfixia podem incluir falta de ar, batimentos cardíacos lentos, rouquidão, dor de garganta, confusão, perda de consciência, hemorragias nasais, alterações visuais e perda auditiva.

Além disso, a asfixia pode ser diagnosticada através de exame físico, exames de sangue, ultrassonografia da cabeça (HUS), tomografia computadorizada e ressonância magnética. Além disso, a asfixia pode ser tratada por meio de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) e oxigenoterapia.

O que é Hipóxia?

A hipóxia é uma condição médica em que os tecidos e órgãos do corpo não são adequadamente supridos com um nível suficiente de oxigênio para sustentar as funções corporais normais. A hipóxia pode ser causada devido a condições subjacentes, como anemia, asma, bronquite, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), defeitos cardíacos congênitos, insuficiência cardíaca congestiva, pneumonia, pneumotórax, edema pulmonar, embolia pulmonar, hipertensão pulmonar, fibrose pulmonar e sono apnéia. Os sintomas de hipóxia podem incluir inquietação, dor de cabeça, confusão, ansiedade, taquicardia, taquipneia, dificuldade em respirar, ritmo cardíaco lento, inquietação extrema e pele azulada (cianose).

Além disso, a hipóxia pode ser diagnosticada por meio de exame físico, oximetria de pulso, gasometria arterial (ABG), teste de função pulmonar (PFT), exames de imagem (raio-X, tomografia computadorizada e varredura V/Q) e caminhada de seis minutos teste (6MWT). Além disso, as opções de tratamento para a hipóxia incluem a inalação de esteróides para tratar a asma ou outras doenças pulmonares, diuréticos para remover o excesso de líquido dos pulmões, máscara de pressão positiva contínua (CPAP), pressão positiva binível nas vias aéreas (BIPAP), oxigenoterapia e terapia mecânica ventilação.

Quais são as semelhanças entre asfixia e hipóxia?

Asfixia e hipóxia são duas condições médicas devidas a um suprimento insuficiente de oxigênio para células e tecidos. A asfixia causa hipóxia generalizada. Ambas as condições podem ter sintomas semelhantes, como dificuldade para respirar, falta de ar, etc. Ambas as condições podem ser diagnosticadas por meio de exame físico. Eles podem ser tratados através de métodos comuns, como a oxigenoterapia.

Qual é a diferença entre asfixia e hipóxia?

A asfixia é um suprimento deficiente de oxigênio para o corpo que surge devido à respiração anormal, enquanto a hipóxia é uma condição de baixos níveis de oxigênio nos tecidos do corpo decorrente de doenças subjacentes. Assim, esta é a principal diferença entre asfixia e hipóxia. Além disso, a asfixia é caracterizada por falta de ar, ritmo cardíaco lento, rouquidão, dor de garganta, confusão, perda de consciência, hemorragias nasais, alterações visuais e perda auditiva. Por outro lado, a hipóxia é caracterizada por inquietação, dor de cabeça, confusão, ansiedade, taquicardia, taquipnéia, dificuldade respiratória, ritmo cardíaco lento, inquietação extrema e pele azulada (cianose).

O infográfico abaixo apresenta as diferenças entre asfixia e hipóxia em forma de tabela para comparação lado a lado.

Resumo – Asfixia vs Hipóxia

Asfixia e hipóxia são duas condições relacionadas que ocorrem devido ao suprimento inadequado de oxigênio para as células e tecidos. A asfixia é definida como uma condição médica em que o corpo não recebe oxigênio suficiente devido à respiração anormal. Por outro lado, a hipóxia é uma condição médica em que os tecidos e órgãos do corpo não recebem um nível adequado de oxigênio para manter as funções corporais normais devido a uma doença subjacente. Então, esta é a principal diferença entre asfixia e hipóxia

Referência:

1. “Asfixia: tipos e causas.” WebMD.
2. “Hipóxia: Definição, Causas, Sintomas e Tratamento.” Lesão da Medula Espinhal e Recursos de Lesão Cerebral.

Cortesia da imagem:

1. “Distribuição das causas de óbito em menores de cinco anos e no período neonatal” Por GRID-Arendal (CC BY-NC-SA 2.0) via Flickr
2. “Ilustrações – Hipóxia” Por clínica Mayo (CC BY-NC-ND 2.0) via Flickr

Deixe um comentário